Quer participar neste blog, tem alguma ideia ou sugestão para dar? easylado@sapo.pt

.Posts mais comentados

129 comentários
21 comentários
13 comentários
8 comentários
7 comentários

.posts recentes

. Individualismo-social

. Fidel Castro

. Se não estiveres a lutar...

. Lock her up? Não obrigado...

. A lei e a religião (o cas...

. É claro temos défice

. E ainda as eleições de 20...

. O Bolo-Rei

. Vota Bloco de Esquerda

. Eleições Legislativas 201...

Pesquisa personalizada
Terça-feira, 15 de Outubro de 2013

Mithá Ribeiro

Mithá Ribeiro. Quem?


Um professor de história com um grave complexo de Rambo missionário.

Gosta muito de falar sozinho nas aulas e está pronto para partir para a porrada se a situação o exigir (se não exigir mas pedir ele também está pronto).

Mais uma vez o problema não é a "doutrina pré-apocalíptica" deste senhor o problema é darem-lhe "tempo de antena"...

publicado por Bruno C. às 19:50
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
2 comentários:
De Flor Costa a 23 de Outubro de 2013 às 15:37
Caro Bruno,
É triste ler opiniões como a sua.
Tem todo o direito à sua opinião, como eu à minha ou outro cidadão qualquer à sua... Mas custa-me que poucos consigam ver para além do óbvio, do senso comum, das impressões tantas vezes viciadas.
O que este professor advoga - e que fique claro que não o conheço - é apenas o dever dos alunos de serem exatamente isso, alunos. De aprenderem, de saberem escutar, de saberem refletir, de saberem respeitar a hierarquia e os colegas.
Isso nunca se conseguirá numa aula em que todos falem ao mesmo tempo, em que não se respeite a autoridade professor, em que se esteja mais preocupado em gozar com o sistema do que aproveitar a educação que se está a receber.
Quanto à violência de que fala, eu chamar-lhe-ia um arrepio justo, no momento certo e que, pelos vistos, surtiu o efeito desejado: afastou o rapaz perturbador da porta de sala de aula. Ninguém se magoou e provavelmente o aluno em questão reavaliou a sua atitude...
Eu sei que é difícil aceitar o uso da força e da autoridade numa altura em que as pessoas só têm direitos e ai jesus se alguém levanta um dedo nem que seja para um filho. Mas estar do lado oposto também não é remédio.
Estou certa de que mesmo não concordando, refletirá sobre as minhas palavras.
Continuação de felicidades para o blogue!
Flor
De Bruno C. a 23 de Outubro de 2013 às 16:42
O que é triste é um professor achar que pode fazer o que quiser na aula sem ser contestado.
É ameaçar que está preparado para recorrer à violência e premeditadamente afastar os alunos incómodos das suas aulas. Trabalhar só com os bons alunos e “chutar para canto” os maus é fácil, difícil será transformar os maus alunos em bons e isso não vai ser com esta “doutrina” que vamos conseguir.
O professor tem que se adaptar aos novos tempos em que os alunos têm muitas solicitações exta-escola, as aulas têm que ser atrativas, os alunos têm que confiar e respeitar o professor não têm que ter medo nem serem submissos.
A escola tem que ser inclusiva, por muito que custe a muita gente, os alunos são o objeto da escola é para eles e para que eles tenham a melhor educação possível que a escola existe, temos que trabalhar com eles e não contra.
Ser professor agora é muito mais difícil do que foi no passado, os professores agora têm conseguir ser respeitados por quem são e não por medo como no passado.
Volte sempre.

Comentar post

.links

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.participar

. participe neste blog

.mais sobre mim

Twingly BlogRank Estou no Blog.com.pt Blog Flux Directory BRDTracker Central Blogs Page Rank

.arquivos