Quer participar neste blog, tem alguma ideia ou sugestão para dar? easylado@sapo.pt

.Posts mais comentados

.posts recentes

. A lei e a religião (o cas...

. Comédia também em França

. França contra o Islão

. Europa contra a religião

. Formula 1 - França

. Sarkozy e a Europa

Pesquisa personalizada
Quinta-feira, 1 de Setembro de 2016

A lei e a religião (o caso do burkini)

A França já era conhecida pelo seu 'laicismo radical' mas esta proibição do uso do 'burkini' em várias cidades costeiras eleva ao expoente o ridículo os seus governantes. E não passa de uma esfarrapada forma de atacar o Islão.

Vamos lá pensar sobre a ideia de proibir o 'burkini' abordando alguns dos pressupostos mais utilizados.

A defesa do secularismo: a ideia de que o secularismo é conseguido com a simples proibição das religiões não é só parvo como perigoso. A sociedade laica deve ser promovida na esfera social pública, na chamada separação do Estado da Igreja. Mas não aniquilação da religião pelo Estado. Não podemos suprimir milénios de fé por decreto. E mesmo que assim fosse teríamos que proibir todas as formas de demonstração de religiosidade o que não é o caso.

A liberdade das mulheres, queremos lutar pelos direitos das mulher decretado o que podem ou não vestir. Acho que não é necessário pensar mais neste argumento.

A manutenção da paz social é outro dos argumentos mais utilizados. A ideia de que um burkini pode provocar altercações entre a comunidade social até pode ter alguma razão de ser mas neste caso estamos a punir quem é pacifico pois as altercações são cometidas por pessoas que não usam burkinis. Uma ideia melhor seria punir quem ataca as mulheres que usam burkinis.

Podemos ser contra o burkini pelas mais variadas (e válidas) razões mas a sua proibição apenas serve os que querem perpetuar o estigma contra as mulher, o aumento da segregação e da violência.

publicado por Bruno C. às 18:30
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Domingo, 30 de Dezembro de 2012

Comédia também em França

Líder democrata-cristã em França diz que gays podem casar-se, mas não entre eles.

 

LOL

publicado por Bruno C. às 10:10
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 11 de Abril de 2011

França contra o Islão

A França virou para a Idade Média e decidiu criminalizar a religião...

publicado por Bruno C. às 20:24
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|  O que é?
Domingo, 31 de Janeiro de 2010

Europa contra a religião

Na Europa tem vindo a crescer um debate religioso muito importante e por sinal pouco divulgado de forma isenta. A questão religiosa é sempre uma ferida que ameaça abrir dentro de todos os países de matriz cristã onde a história dos últimos anos tem assistido a uma vaga de imigrantes islâmicos provenientes não só das ex-colónias como de um pouco por toda a parte.

Em França o debate está centrado na chamada burqa ou no niqab. Peças de roupa da fé islâmica que cobre quase na totalidade o corpo das mulheres.

Para os proibidores do Presidente Sarkozy, o véu integral é um "sinal pervertido de uma busca de identidade" e simboliza um "desafio aos valores da República"."É um símbolo da subjugação da mulher e a bandeira do extremismo fundamentalista".

Bandeira ou não do extremismo fundamentalista não deixa de ser uma questão do foro pessoal e religioso e essas questões num estado laico não deveriam ser consideradas desta forma. Com o intuito da total separação do Estado e da Igreja, o Estado não se pode meter nos assuntos da Igreja, não pode controlar o que as pessoa fazem quando praticam a sua fé, desde que essas práticas não interfiram com o normal funcionamento da sociedade. Será que os hábitos das freiras também vão ser proibidos? E os sinos das igrejas que tocam para chamar os fiéis para as missas também vão ser proibidos?

Mas o grande problema é que mais do que a questão religiosa é a problemática nacionalista que está em causa. O problema não é tanto o islamismo mas o racismo que existe na Europa. Este debate está poluído pelo tema da identidade nacional, ou não fosse a França um país que recebe muitos imigrantes, não só das suas ex-colónias mais também de todo o mundo, e não fosse o governo liderado pela direita nacionalista. Só assim se pode explicar a elaboração de uma lei que atinge menos de 2000 mulheres em França. Uma tendência muito perigosa que se tem vindo a manifestar um pouco por toda a Europa, desde a Bélgica à Holanda em relação à Burqa, como os minaretes, proibidos há dois meses por referendo na Suíça, ou a lei alemã de banir "peças de roupa controversas das escolas públicas".

Com estas medidas a Europa corre o sério risco de na sua ideia de banir tudo o que é religioso se torne num continente anti-islâmico.

publicado por Bruno C. às 18:39
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Domingo, 1 de Julho de 2007

Formula 1 - França

A corrida de Raikkonen! Boa partida, onde ultrapassou o segundo na grelha, Hamilton, e aproveitou a paragem nas boxes para passar o colega de equipa Massa. Seguro, sem cometer erros Raikkonen pode com esta vitória voltar a meter-se na corrida ao título. Massa ficou com o segundo lugar sem grandes dificuldades já que Hamilton nunca chegou para os Ferraris em França. Alonso é que foi o grande derrotado, o 7º lugar é muito fraco, mas ficou patente que é muito díficil ultrapassar na F1. Primeiro contra Heidfeld e depois contra Fisichella, apesar de ter um carro melhor Alonso não conseguiu ultrapassar.

A BMW demonstrou que é a 3ª força deste campeonato, e que pode, ainda neste campeonato fazer uma gracinha!

 

Classificação Final

1º Raikkonen (42 pts) - Ferrari

2º Massa (47 pts) - Ferrari

3º Hamilton (64 pts) - McLaren Mercedes

4º Kubica (17 pts) - BMW Sauber

5º Heidfeld (30 pts) - BMW Sauber

6º Fisichella (16 pts) - Renault

7º Alonso (50 pts) - McLaren Mercedes

8º Button (1 pt) - Honda

publicado por Bruno C. às 19:56
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 7 de Maio de 2007

Sarkozy e a Europa

Se a vitória de Sarkozy é boa ou má para a França isso é lá com eles, se fosse eu a decidir, não tinha votado nele (apesar de também não morrer de amores pela candidata Ségolène), no entanto falando do que mais me afecta, a influência que ele vai ter na Europa, já me preocupa um pouco é claramente uma má notícia. Pensando nas suas práticas autoritárias, que são conhecidas, e as suas posições liberais e pró-americanas, bem como as suas posições anti-turquia. Só o tempo o dirá mas com os dirigentes que estamos a eleger como nossos representantes nada de bom posso esperar para o projecto europeu.
publicado por Bruno C. às 19:58
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.links

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.participar

. participe neste blog

.mais sobre mim

Twingly BlogRank Estou no Blog.com.pt Blog Flux Directory BRDTracker Central Blogs Page Rank

.arquivos