Quer participar neste blog, tem alguma ideia ou sugestão para dar? easylado@sapo.pt

.Posts mais comentados

.posts recentes

. E ainda as eleições de 20...

. Eleições Legislativas 201...

. PS "a guinar à esquerda"

. A esquerda de Costa

. Europeias 2014 - Portugal

. salvação nacional ou sal...

. Dominique Strauss-Kahn

. Autoritarismo de José Sóc...

. O acordo PS/PSD

. OE 2011

Pesquisa personalizada
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2015

E ainda as eleições de 2015

menos austeriade.png

 

As eleições chegaram e foram mas no entanto continuamos a debater e a ficar muito escandalizados com o que em qualquer lado podia ser descrito como "democracia". No entanto cá em Portugal e no tempo em que vivemos é "anormal" o debate política e os entendimentos pós-eleitorais.

Mas é claro que acordos pós-eleitorais eram possíveis desde que fosse o PS e acordar com a política da extrema-direita, agora o PS conseguir um acordo com a esquerda calma que isso deve ser ilegal se não mesmo pecado.

É com grande perplexidade que leio e ouço opiniões, que só posso catalogar como absurdas, sobre a falta de ética e falta de legitimidade política deste possível acordo à esquerda.

Pois, para mim, a realidade é muito simples. Nestas eleições os dois partidos da direita obtiveram 38,56% dos votos (89 deputados para o PSD e 18 para o CDS, assim separados pois no parlamento serão duas bancadas políticas e não apenas uma) o PS conseguiu 32,31% e 86 deputados.

Será então normal que o PS seja obrigado a viabilizar um governo a dois partidos que conseguiram apenas mais 6,25% dos votos? Principalmente quando o PS conseguiu um entendimento com o BE e a CDU que lhe permite assegurar uma maioria no parlamento.

Como democrata não me parece lógico que um partido seja "obrigado" em nome da "estabilidade" entregar o poder só porque é "tradição". Já que se vamos falar de tradição então Portugal devia ser um país Monárquico...

publicado por Bruno C. às 23:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?
Quinta-feira, 1 de Outubro de 2015

Eleições Legislativas 2015

legislativas-2015-logo_1_750_2500.jpg

Antes de irmos a votos não podia deixar de escrever um breve comentário sobre as diversas forças politicas que se apresentam a votos.

 

PàF - A social-democracia deu lugar ao neo-liberalismo conservador, sem dúvida a ideologia mais perigosa do tempo da democracia. Espero que depois de acabar com a dignidade do povo o seu tempo de governo também acabe para o bem do país.

PS -  Este partido socialista está mais social-democrata e esqueceu as suas raízes. O socialismo deu lugar ao social-económico. Para o bem de todos espero que tenha mais votos que os da direita-radical mas que não chegue à maioria.

BE - Um partido de esquerda social que realmente pode definir o futuro do nosso país. É neste momento o partido que melhor colocado está para poder ajudar a acabar com a rede de influencias e eternização no poder a que estamos habituados com os "chamados partidos do arco da governação". Pode ser a eleição decisiva para se afirmar como um partido de poder. Espero que aproveitem.

 

Livre/TA - Espero que obtenham muitos votos e que conquistem um lugar na assembleia. No futuro serão considerados para o meu voto.

 

CDU - Muito respeito pela ideologia e pelo meritório combate contra a direita radical, que continuem por muitos anos, mas a inclinação patriótica e militarista não se adequa para mim.

 

PAN - Como movimento admiro e respeito. Como partido não faz sentido.

PCTP/MRPP - A luta teve o seu tempo e passou. Infelizmente Garcia Pereira ainda não se apercebeu.

 

PTP-MAS - Dissidentes do BE que não acrescentam nada ao espectro político.

 

MPT, NÓS, PURP - Acho que não acrescentam nada de novo.

JPP - Qualquer partido que despreze a dicotomia esquerda/direita não merece qualquer atenção.

PDR - Populismo do mais básico que existe. Uma vergonha para a política.

PPM - Se for necessário explicar não vale apena explicar.

PNR - Não deveria existir se a constituição fosse aplicada.

 

Só votando podemos mudar. Não votar não muda nada!

publicado por Bruno C. às 20:52
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Sexta-feira, 5 de Dezembro de 2014

PS "a guinar à esquerda"

Se o Paulo Portas está preocupado com o PS "a guinar à esquerda" é porque o António Costa está a fazer coisas boas.

Não sei que maior elogio poderia ouvir da boca de Portas.

publicado por Bruno C. às 20:07
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Domingo, 30 de Novembro de 2014

A esquerda de Costa

A ideia é boa mas teremos que aguardar por novos acontecimento para realmente acreditar que o socialismo de Costa é mesmo à esquerda ou é apenas um socialismo "tipo hollande" alinhado para o capitalismo austero...

publicado por Bruno C. às 15:07
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

Europeias 2014 - Portugal

A passividade da esquerda-moderada combinada com a austeridade cega da direita-liberal-europeista levou a um dos mais absurdos resultados eleitorais que temos memória em Portugal.

O PS ganhou, mas era dificil fazer pior, 31,5% é um resultado paupérrimo e em condições bastante favoráveis. Seguro não mobiliza e a campanha foi muito fraca, num sentimento de "não somos iguais ao CDS/PSD mas também não somos muito diferentes", uma politica em "águas-de-bacalhau" que definitivamente o povo não responde bem.

A quimera bicéfala que é a "AP" perdeu, como seria de esperar, passou de 40% em 2009 e dos 50% em 2011 para 28%!! É um grande queda e seria suficiente para cair o governo, se não fosse a grande abstenção que marcou as eleições.

A CDU saiu vitoriosa. O BE, consegue ser tudo o que gosto e odeio na esquerda, e as razões para a descida imparável até ao fundo do poço merecem um post próprio.

Outro grande vitorioso desta noite eleitoral foi o populismo bacoco e conservador do grande ecologista Marinho Pinto. Marinho Pinto, ecologista? Candidato pelo MPT? 7% SETE POR CENTO? Está tudo burro? 

 

publicado por Bruno C. às 20:33
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Segunda-feira, 15 de Julho de 2013

salvação nacional ou salvação do memorando

O que o PR pediu com este apelo foi que o PS se tornasse igual ao PSD/CDS e deixasse governo em paz.

A este pedido o PS só pode dar uma resposta - prefiro "dar um tiro na cara" a negociar o que quer que seja com esta gente.

publicado por Bruno C. às 12:41
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.links

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.participar

. participe neste blog

.mais sobre mim

Twingly BlogRank Estou no Blog.com.pt Blog Flux Directory BRDTracker Central Blogs Page Rank

.arquivos