Quer participar neste blog, tem alguma ideia ou sugestão para dar? easylado@sapo.pt

.Posts mais comentados

.posts recentes

. É claro temos défice

. A Europa é isto?

. A corrida a Presidente

. A esquerda de Costa

. Por que sou socialista?

Pesquisa personalizada
Quinta-feira, 5 de Novembro de 2015

É claro temos défice

Devia ser claro que um défice por si só não é uma coisa má, nem boa já agora, tudo depende do que estamos a fazer para gerar esse défice. Se o défice for criado para investir e modernizar, se nos vai garantir mais dividendo no futuro esse défice não deve ser um problema. Mas se o défice se torna numa meta a não atingir aí começam os nossos problemas, como a doutrina da austeridade já comprovou vezes sem conta em praticamente todos os países onde foi aplicada. O défice é uma consequencia das politicas económicas e não um objetivo dessas políticas. Se for o objetivo inevitavelmente teremos que vender todo o que conseguirmos para ter dinheiro a curto prazo, hipotecando assim o futuro.

E já agora Portugal sempre teve défice e isso nunca impediu os empresários de investir cá no país!

A ideia que um Estado não pode investir, criar e desenvolver. É o mesmo que dizer que o Estado não tem futuro e não vale apostar. Não podemos continuar a tratar o nosso país como se fosse uma empresa que deu prejuízo e por isso abriu falência e está a vender todos os seus bens.

O grande problema de Portugal não tem nada relacionado com falta de dinheiro, o problema é que Portugal tem muitos chicos-esperto que estão a aproveitar a ideia da austeridade para ganhar rios de dinheiro com o exército de precários que estão a conseguir criar com o constante ataque ao trabalhador e aos seus direitos, e com a venda ao desbarato de todos os recursos lucrativos do Estado.

 

publicado por Bruno C. às 21:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|  O que é?
Quarta-feira, 16 de Setembro de 2015

A Europa é isto?

Vivemos tempos muito perigosos, mas não porque "meia dúzia" de refugiados tentam encontrar abrigo na "velha Europa", vivemos tempo perigosos porque estamos a construir uma sociedade do resultado, do lucro, do individualismo e do medo-securitário. 

É incrível com a nossa sociedade evoluiu, em poucos anos, para o primado do desprezo da vida humana. Sem refletir muito sobre a atrocidade que se passa na Hungria - de um governo de extrema-direita não se pode esperar outra coisa - mas olhando com incredulidade para as declarações de Manuel Valls, mais um momento que coloca a nu a falha moral, ética e social que neste momento reside nos partidos socialistas europeus.

E não tenho dúvida nenhuma que o declinio dos ideias socialistas estão claramente associados ao declinio de uma Europa mais justa, desenvolvida e humana.

publicado por Bruno C. às 23:41
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Domingo, 12 de Abril de 2015

A corrida a Presidente

A esquerda está pronta para destruir de vez o projeto socialista. Como já está bem patente a direita irá fazer de tudo para ganhar e com isso estou a dizer Marcelo a candidato com o PSD todo caladinho e sem ninguém avançar e com o CDS a engolir sapos e a dar o seu apoio. Por outro lado a esquerda continua com a sua luta interna para ver quem é mais de esquerda e com o PIOR presidente de sempre a acabar mandato a esquerda arriscasse a perdeu OUTRA eleição.

É claro que a país e a europa precisa de pessoas de esquerda a governar mas se a esquerda não se unir está claro que irá perder sempre para uma direita que quando é preciso fica bem juntinha.

Todos os políticos de esquerda deviam pensar no que estão a fazer e pensar bem se querem continuar divididos e perder ou fazer compromissos e ter a hipótese de alterar alguma coisa.

publicado por Bruno C. às 15:45
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Domingo, 30 de Novembro de 2014

A esquerda de Costa

A ideia é boa mas teremos que aguardar por novos acontecimento para realmente acreditar que o socialismo de Costa é mesmo à esquerda ou é apenas um socialismo "tipo hollande" alinhado para o capitalismo austero...

publicado por Bruno C. às 15:07
link do post | comentar | favorito
|  O que é?
Quarta-feira, 11 de Setembro de 2013

Por que sou socialista?

Para Platão a Pólis, ou a sociedade era uma forma de organização que os Homens inventaram para viverem melhor. Para ele a colaboração das pessoas e a divisão social do trabalho permite-lhes viverem melhor. Aristóteles chega a dizer que o homem é um animal político (nada tem a ver com política), isto é, o homem é um ser que só consegue viver em sociedade. A sua primeira sociedade é a família e a segunda a Pólis.

Podemos dizer que há profissões mais importantes que outras, não tanto pela quantidade de pessoas a estarem disponíveis a leva-las a cabo, mas mais pela dificuldade que elas apresentam. Assim um médico é mais importante que uma empregada de limpeza, porque nós próprios somos capazes de limpar (melhor ou pior), mas muito dificilmente podemos diagnosticar e tratar doenças. Podemos assim (grosso modo e algo subjetivamente) hierarquizar as pessoas segundo a sua profissão e dizer quem é mais ou menos importante, segundo o que nós conseguiríamos ou não fazer. No entanto, embora possamos ser capazes de fazer muitas coisas como cultivar comida (mais ou menos intuitivamente), limpar, cortar o cabelo, fazer uma mesa uma cadeira ou até uma casa (entre outras coisas), o certo é que não podemos fazer tudo porque simplesmente não existem horas suficientes no dia para fazermos todas as coisas de que precisamos para viver, especialmente nos dias de hoje em que as nossas necessidades são muito maiores. Não há pessoas/profissões melhores que outras, porque em última instância precisamos todos uns dos outros. Assim, o Homem escolhe viver em sociedade para poder viver melhor.

No socialismo o bem-estar da sociedade é superior ao bem-estar do individuo, sem com isso querer dizer necessariamente que a sociedade se tem de sobrepor ao individuo como o previsto em alguns regimes de inspiração socialista. O socialismo visa criar uma sociedade justa (diferente de sociedade igualitária). Podemos distinguir várias formas de socialismo. O termo pode ser inclusive ser confundido com comunismo (uma forma de socialismo) especialmente nos EUA, no entanto socialismo é apenas reconhecer que somos mais e melhores quando vivemos em sociedade e que o bem-estar do próximo, da sociedade, se vai refletir no meu bem-estar. E porque acredito nesta premissa, sou socialista.  Agora podemos acreditar no bem individual através do bem comum ou acreditar no bem individual apenas por vias egoístas, mas isso são crenças e opções individuais. Ou se acredita ou não se acredita.

publicado por reflexoes às 10:17
link do post | comentar | favorito
|  O que é?

.links

.tags

. todas as tags

.pesquisar

 

.participar

. participe neste blog

.mais sobre mim

Twingly BlogRank Estou no Blog.com.pt Blog Flux Directory BRDTracker Central Blogs Page Rank

.arquivos