Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Nazis, Comunistas, Arianos e Caucasianos

08.12.07 | Bruno C.

Motivado por este post no Arrastão e pelas grandes confusões que se geraram na caixa de comentários e um pouco atormentado depois do comentário que suscitou este meu post   vou fazer uma pequena dissertação sobre estes assuntos (sim, parece que estes assuntos assaltam de tempos a tempos o meu blog).

Primeiro, a grande controvérsia que se abate sempre que falamos de comunismo, a ala direita do espectro político ainda lida muito mal com o Partido Comunista. Sempre que alguma controvérsia envolve este partido reaparece sempre a ideia de o comparar os partidos Fascistas, mas como isso é muito marcado em Portugal, preferem rapidamente compará-lo como antagónico ao Nazismo. Se os símbolos nazis deviam ser proibidos também os Comunistas o deviam ser, ou porque é que os partidos Comunistas não são ilegais? O grande problema que se faz, é comparar uma ideologia e um sistema económico que tem por objectivo a criação de uma sociedade sem classes, com uma ideologia que tem na sua base um dogma racista e iminentemente moral. Até se pode comparar com o fascismo mas nunca com o nazismo, não se pode comparar alhos com bugalhos!

Quanto às confusões entre ser católico e comunista. Mais uma vez estamos a por em campos antagónicos duas ideologias que não estão no mesmo espectro. Como podemos comparar uma ideologia moral com uma de organização social? Não podemos é pegar um aspectos particular e locais de certos comunismos com a teoria geral do comunismo. Essa não invalida em nada a presença da religião. Em relação nazis portugueses e ultra-nacionalistas se assim preferirem. O aspecto fundamental da ideologia Nazi é a supremacia Ariana. Como já expliquei nesta série de posts , de onde vinha esse povo e como Hitler distorceu a mensagem quero deixar um pequeno pensamento para todos os portugueses militantes desta filosofia.

É importante não confundir Caucasianos com Arianos. Caucasianos é o nome que se a uma raça. A primeira descrição desta raça foi criada por um estudioso alemão, Johann Friedrich Blumenbach , a partir do crânio de uma mulher da região do Cáucaso, o que deu origem àquela designação. É claro que passados uns anos já sabemos que não tivemos origem no Cáucaso e por isso a designação não deixa de ser errónea. Nos nossos dias o conceito acerca da determinação de quem é branco ou não varia entre um país e outro. E alguns antropólogos consideram os nativos do norte do subcontinente indiano, norte da África e do Médio Oriente, incluindo os árabes, judeus e turcos como sendo caucasianos! O que podemos dizer é que todos os “brancos” são caucasianos mas poucos deles são de facto Arianos. E nós, Portugueses, não somos Arianos...

Sempre que reflicto sobre estas temáticas fico sempre sem perceber como é que existem partidários em Portugal das ideologias arianas...

3 comentários

  • Sem imagem de perfil

    LEANDRO JOSÉ MÜLLER SIQUEIRA

    24.11.10

    Quase todos o países europeus(Portugal, Espanha, França, Itália...) foram miscigenados por árabes e judeus durante maior parte de suas histórias.
    Exceto, talvez, Islândia, Finlândia...
    Em 100 anos não haverá mais raça ariana devido
    a intensa miscigenação.
    Somos todos da raça humana!
  • Sem imagem de perfil

    Armando Aveiro

    25.06.11

    Os arabes praticamente nem estiveram na ibéria, quem cá esteve foram os berberes que foram expulsos na Reconquista e que eram racialmente caucasoides. Em termos raciais, os portugueses, italianos e espanhois são brancos, isso é um facto biologico e genético, tanto que estes estão sempre perto das restantes populações europeias em mapas genéticos.
    No que diz respeito aos ditos arianos, a politica racial nazi considerava os italianos, espanhois e portugueses como arianos da mesma categoria que os germanicos:

    Política racial da Alemanha Nazi

    Alemães da Alemanha (Reichsdeutsche) - Os alemães nórdicos são considerados os mais benignos, mas todos os cidadãos alemães estão na categoria de cima.
    Os alemães do exterior, activos alemães étnicos (Volksdeutsche), "arianos" honorários das potências do Eixo, os países europeus na categoria Volksliste 1 e 2 (ver Volksdeutsche e Deutschstämmige).

    - Os italianos (principalmente das regiões a norte de Roma, por exemplo, Toscana, Lombardia, etc), espanhóis e Portugueses foram tratados como categorias 1 e 2, principalmente simpatizantes pró-nazis (por exemplo, a Itália fascista, a Espanha franquista e diplomatas salazaristas de Portugal)."

    wiki

    Isto apenas para clarificar e para as verdades virem ao de cima.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.