Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Guillermo Vargas Habacuc

02.04.08 | Bruno C.

Como muitos devem saber e até ter protestado, em 2007, Guillermo Vargas Habacuc, um suposto artista, pegou num cão abandonado, atou-o a uma corda a uma parede de uma galeria de arte em Manágua (Nicaragua) e deixou o cão, a morrer lentamente de fome e sede. Durante varios dias, tanto o autor de semelhante crueldade, como os visitantes da galería de arte presenciaram impassiveis à agonia do pobre animal. Até que finalmente o dito cão morreu, seguramente depois de ter passado por um doloroso, absurdo e incompreensivel calvario.

Pois isso não é tudo, agora em 2008, a prestigiosa Bienal Centroamericana de Arte nas Honduras decidiu, incompreensivelmente, que a selvageria que acabava de ser cometida por tal sujeito era arte, e deste modo tão incompreensivel Guillermo Vargas Habacuc foi convidado a repetir a sua cruel acção na dita Bienal en 2008.

Vamos todos impedir, colaborando com a assinatura nesta petição: http://www.petitiononline.com/13031953/petition.html

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Bruno C.

    04.04.08

    Ainda bem que não veio dizer que este palhaçada era uma "metáfora". Os artistas gostam muito de fazer metáfora da vida.
    Se era o dia todo ou se eram só 3h30m é irrelevante para o caso, o que se passa é que esse senhor faz dinheiro com o sofrimento do animal e não é com retórica barata que me vai fazer mudar de opinião.
    Se quer protestar proteste , mas sem utilizar o pobre do cão que se foi ou não alimentado de boa saúde é que não estava.
    Se a notícia é falsa então enganou meio mundo porque esta notícia veio, pelo menos, no Público e no Expresso.
    E sim, já vi as fotos do cão morto.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.