Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Onde andam as mulheres na formula 1?

22.04.08 | Bruno C.

Danica PatrickDanica Patrick pode ser um nome desconhecido na Europa mas no fim-de-semana passado tornou-se na primeira mulher a ganhar uma corrida numa grande competição internacional de monolugares. Patrick ganhou a terceira corrida da Indy Car Series (a versão americana da formula 1) no circuito de Motegi no Japão. Mas e na nossa tão querida F1? Poucas foram as mulheres que se sentaram ao volante de um F1 e não parece que se uma se sente no futuro próximo. Mas porque será? Temos vários exemplos de mulheres no mundo automóvel. Desde os rallys passando pela Indy e o DTM. Só por uma vez, no longínquo ano de 1975, que uma mulher conseguiu pontuar na F1. Foi Lella Lombardi. Marcou meio ponto (6º lugar) ao volante de um March 751 Cosworth, no Grande Prémio da Espanha. Não seria um grande passo para a fórmula 1, mesmo em termos de marketing, ter algumas mulheres na competição? Será que a formula será sempre uma festa da mangueira?

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.