Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Piratas da Somália

14.04.09 | Bruno C.

“Atacaram de noite, o que não é muito usual. Aproveitaram-se do luar, que era muito brilhante”

Malvados piratas que atacam sem avisar! Será que o luar só brilhava para os piratas?

Não percebo muito sobre o tipo de forças que estão envolvidas nesta disputa, mas sempre que vejo a fragata Côrte-Real e penso que estão a lutar contra piratas não vejo onde está a dificuldade. Para mim quem é pirata não deve ter recursos por ir além!

Criminalidade em Portugal

10.04.09 | Bruno C.

Como é possível que um aumento de apenas 7,5% face a 2007 consiga geral tamanha repercussão na opinião publica???

Como é possível ver reportagens na TV sobre a insegurança devido aos jovens, se a delinquência juvenil desceu 43,7 por cento em 2008???

Continuo sem compreender como é possível ouvir pessoas a pedir um novo Salazar para Portugal! Pois durante o Estado Novo não haviam assaltos...

Enriquecimento ilícito

10.04.09 | Bruno C.

Não deve existir inversão do ónus da prova, mas deve existir mecanismos que obriguem as pessoas a explicarem sinais exteriores de riqueza não condizentes com os seus rendimentos (não é todos os dias que recebemos uma herança, ganhamos o euro milhões ou encontramos um tesouro enterrado!).

Para que isso aconteça não é necessário mais legislação, leis já nós temos, o que é necessário é aplicar essas leis.

A corrupção é o factor que mais contribui para o empobrecimento do país e não podemos tolerar enriquecimentos inexplicáveis. Não é admissível que governantes, como Isaltino Morais, diga que é prática comum dos políticos não declarar os seus rendimentos. Não é possível, mais, não é admissível. É uma aberração. E infelizmente é tratada como se fosse uma coisa normal. Continua a existir uma passividade intolerável perante o enriquecimento súbito.

Desde de 2002 que já existem leis suficientes para apanharem os corruptos, o problema é que nunca vemos ninguém culpado. Algo está a falhar no sistema.

Durão Barroso e a UE

10.04.09 | Bruno C.

O dilema está na boca de toda a gente. Será que devemos apoiar Durão Barroso apesar de não ser da nossa cor política?

Apesar de a pergunta não ter resposta fácil acho que é uma questão mais de pragmatismo do que de sectarismo político ou ideológico.

Com o crescente alargamento da UE a posição de cada país individualmente fica mais diluída, logo é do interesse português ter um representante ao mais alto nível na comissão europeia. É como ter um voto extra no difícil e complexo puzzle europeu.

É claro que nas eleições europeia todos os partidos falam no interesse europeu mas na realidade quando se estão a tomar decisões no seio da Europa todos tentam puxar mais para o seu lado e nessa altura é certamente melhor ter lá um Português do que um Espanhol, Francês ou Alemão.