Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

2009 FORMULA 1 FUJI TELEVISION JAPANESE GRAND PRIX

13.10.09 | Bruno C.

 

(Com alguns dias de atraso aqui fica a crítica sobre a corrida)

Sebastian Vettel, foi o grande vencedor. Fez tudo, pole, vitória e domínio absoluto. E ainda pode ser campeão (muito dífícil, mas ainda pode)!

A Brawn voltou a desiludir. Tão depressa dá baile como depois só consegue os últimos lugares pontuáveis. Fraco. Mesmo assim quem está a rir é Button que parece lançado para o campeonato.

Numa corrida chata foi Jarno Trulli que levou a melhor nas boxes e chegou em segundo, superando Lewis Hamilton.

Agora vem o Brasil e é quase certo que Button vai festejar em casa de Barrichello.

O RSI

09.10.09 | Bruno C.

Passamos uma campanha legislativa a ouvir falar do RSI, nas autárquicas também se falou do RSI. Mas ninguém se deu ao trabalho de olhar para os números do RSI e perceber que aquilo que Paulo Porta disse, e continua a dizer, e que Rui Rio aproveitou não passa de palhaçada eleitoral.

Tanto espalhafato contra um subsidio que afecta 3,7 por cento da população portuguesa!!! Sim, 3,7%. Debates, notícias, todo o santo dia a atacar o RSI e o governo por um subsidio que não chega aos 90 euros por mês por pessoa!?

E sabiam que menores também podem receber o RSI? E que mais de metade dos beneficiários são menores? Isso não ouvimos Portas e os seus amigos dizer.

É preciso controlar, investigar e cortar a quem não merece? Quem não merece? Mas estamos a falar de quantas pessoas? E qual é o critério de "merecimento" do RSI? Outras perguntas que Portas não responde.

Não responde porque não pode. Não pode porque este argumento não passa de populismo e não tem em si nada de relevante.

Populismo é querer controlar os 90 euros que uma pessoas ganha de RSI e não se levantar o sigilo bancário para as grande fortunas (nem falar disso). Sim, porque quem recebe o RSI não tem sigilo bancário.

Mas vamos fazer as contas. 385 mil beneficiário. Metade são crianças logo ficamos com 193 mil. Menos 38 mil que apesar de trabalharem não conseguem ter rendimentos, ficamos com 155 mil. Desses vamos supor que metade não "merece", ficamos com 78 mil.

Fantástico, em Portugal devem existir por volta de 78 mil pessoas que vivem à grande, à custa do estado com os 90 euros por mês do RSI! Se o ridículo matasse...

Eleições 2009 Legislativas

05.10.09 | Bruno C.

O PS de Sócrates chegou a ser dado como morto. A contestação em vários sectores da sociedade levaram a oposição a cantar vitória e os “media” a publicitarem o fim do gover-no rosa. Mas nas urnas o PS, de Sócrates, não só não morreu como saiu vencedor, arra-sando o PSD.

E não podemos relativizar estas eleições, o vencedor foi Sócrates, um homem atraente, sexy, corre a maratona, fala bem, debate bem, é um político profissional! É extraordinário que antes do início da campanha o PS e o PSD estavam a disputar a eleição, mas, nos últimos dias, a questão passou a ser se o PS obteria novamente a maioria absoluta!

Uma vitória com 37% dos votos o PS vai ter que negociar, e negociar bastante é certo, tanto à esquerda como também à direita. Por falar em direita, o grande derrotado da noite foi o PSD e Manuela Ferreira Leite. Com um resultado a roçar os 30% é um resultado quase tão mau como o de Santana Lopes em 2005. É verdade que teve mais votos (poucos, mas mais!) e mais deputados, mas perder contra um governo de maioria, que foi apelidado de prepotente, totalitarista, anti-democrático, foi tão criticado, sofreu tantas manifestações só mesmo um PSD muito fraco poderia perder nestas condições. Manuela Ferreira Leite foi tão fraca que Filipe Menezes já disse que nem de propósito conseguia perder por tantos! O outro vencedor da noite foi o populista Paulo Portas e o seu CDS. Finalmente atingiu a barreira dos 10% e tornou-se no único partido pequeno a poder fazer maioria absoluta com o PS. Posição que certamente Paulo Portas não irá deixar de explorar.

Assistimos mesmo a uma “canibalização” do CDS ao PSD. Onde estaria o PSD com um líder como Paulo Portas? Se o PSD continuar preso ao passado podemos mesmo ver uma inversão à direita com o CDS a ter mais votos que o PSD.

À esquerda o BE conseguiu um resultado fantástico, mas que ficou um pouco aquém das expectativas, um tanto exageradas, dos seus dirigentes e que deverá estar muito perto do seu limite, que deverá rondar os 10%, já que não tem muito por onde crescer face ao seu posicionamento ideológico. Por outro lado o PCP manteve a sua votação com ligeiro crescimento que soube a pouco face aos resultados nas europeias. Do lado dos partidos pequenos, que desta vez foram mesmo muito pequenos apenas se salvou o PCTP-MRPP que com mais de 52.000 votos garantia a subvenção estatal!

A chuchar no dedo ficaram os arrogantes MEP que com a esperança de 1 a 3 deputados ficaram-se pelos 0,45% dos votos! e com uma dívida de 200.000 euros à banca! Gostava ainda de saber o que passa pela cabeça das pessoas que votaram no PPV, essas 8.500 pessoas que acordaram de manha para irem votar, peço desculpa, deitar fora o seu voto? Ou as 4.800 que desperdiçaram a sua cruz no PTP? O que eu queria mesmo saber é o que raio passou pela cabeças de aproximadamente 125.000 eleitores que foram às urnas votar em partidos que não riscam nada na política portuguesa? Que bela maneira de usar o Domingo!

Pág. 3/3