Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Gosta-se pelas qualidades e Ama-se pelos defeitos

13.02.10 | Cldsunshine

Depois do Natal, o dia dos namorados é a época mais “amorosa” do ano. Quer seja por motivos comerciais ou não, o certo é que nesta altura do ano as pessoas dedicam-se mais ao amor. Mas afinal o que é o amor? Acima de tudo é algo que se sente e como tal é muito difícil de se explicar. No entanto vou tentar dar a minha visão do que é o amor.

O amor é um sentimento que transborda no nosso coração. O amor é dar a fatia do meio da torrada, é emprestar o casaco mesmo quando também se tem frio, é dizer que o arroz salgado está bom quando o outro passou horas na cozinha. O amor é dar, é fazer o outro feliz.

Acima de tudo o amor é algo recíproco. Sempre. Uma pessoa pode gostar muito de outra, mas o amor só surge quando o outro também gosta de nós. O estado supremo do sentimento que é o amor só é atingível com o amor do outro. Quando se ama, sabe-se que se á amado. Como tal acho que este sentimento tão nobre é algo construído. O amor é uma ligação tão forte que não se pode dar à primeira vista. Para não faltar o cliché, o amor é uma plantinha que vai crescendo. Claro, não subestimemos o poder uma química ou de uma atracção que depois pode evoluir para o sentimento nobre.

Gosta-se pelas qualidades e ama-se pelos defeitos. Não estou a dizer que uma pessoa quando está apaixonada não vê os defeitos do outro, ou até que os vê com qualidades. Estou a dizer que quem ama vê os defeitos do outro, reconhece-os como tais, mas que se ele não os tivesse, essa pessoa não o amaria. Assim não acredito em príncipes encantados no sentido em que mesmo conhecendo a pessoa perfeita, a pessoa dos nossos sonhos, ainda assim o amor poderia não acontecer.

Para mim o amor é algo eterno. Não digo que duas pessoas que se amem vão ficar juntas para sempre. Há vicissitudes na vida que os podem separar. Não digo que não se possa voltar a amar. Talvez. O que digo e acredito é que o amor nunca desaparece. Duas pessoas que se amem de verdade, independentemente do rumo que as suas vidas levem vão sempre se amar.

Mais do que um dia para os namorados, este é um dia ara quem quer amar. Nos dias de hoje em que as pessoas são mais individualistas e se fecham nas suas vidas, faço um apelo à reflexão. Não se fechem ao mundo, às pessoas, aos sentimentos. O amor é um compromisso, é saber fazer cedências e as pessoas à medida que vão ficando sozinhas vão perdendo a capacidade de fazer cedências.

Para finalizar acredito que o amor é uma bênção. Divina ou não é uma bênção e quem o tiver não o pode nunca deixar fugir.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.