Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Paulo Rangel e a educação

19.02.10 | Bruno C.

Na última entrevista Paulo Rangel brindou-nos com um leque de pérolas sobre o ensino, entre as quais destaco estas:

“…houve um modelo de educação baseado …na ideia de que o aluno é o centro da educação. …eu penso exactamente o contrário”

“Nós temos de olhar para os países emergentes como uma Coreia do Sul, uma China, uma Índia, um Brasil”

“A terceira e quarta classes do Estado Novo eram ferramentas importantes de trabalho e de cultura… E hoje não é certo que os alunos que saem com o nono ano, ao menos saibam ler, escrever e contar.”

Paulo Rangel ainda vive no tempo da oratória bombástica do século XIX, o que ele ainda não se apercebeu é que este tipo de política já não tem lugar nos tempos que correm e que com esta linha argumentativa de romper com tudo assusta, não só, o eleitorado mais conservador como o mais liberal. Um erro que só pode ser compreendido pelo inchar de ego pela eleição para o parlamento europeu.

Mas agora que este quase desconhecido que ganhou as eleições europeias começa a ser mais famoso começamos a compreender que fala muito e manda muitos recados sem fundamento para quem quer ganhar alguma coisa. Rangel está a sobrestimar-se, levado ao colo por alguns militantes do PSD que querem fazer dele o novo messias da direita.

Temo que Rangel qual Ícaro se destrua no seu sonho desmedido e se torne numa mera nota de rodapé da política portuguesa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.