Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Cavaco e a IVG

16.02.07 | Bruno C.
Cavaco Silva, falou sobre a nova lei, ou melhor sobre a proposta de lei, da IVG. Mas em má hora o veio fazer. Veio pedir que ela seja moderada, mas o que quer dizer moderada?
Que eu me lembre no dia 11 de Fevereiro votei numa pergunta, e quero que a pergunta seja passada a lei, foi para isso que votei. Não quero interpretações mais “moderadas” da pergunta. Com o apoio da maioria do PS, a CDU e o BE temos um claro consenso na assembleia e não faz sentido que a pequena parte composta por PSD e CDS influência a lei no sentido oposto da referendada.
Cavaco quer “unir os portugueses” e a não criar mais cisões, que ele antecipa que uma lei mais dura crie. A mim o senhor presidente já desuniu, não que eu fosse pelo presidente mas deu-me mais uma razão para não gostar de si. Vir agora com esta conversa não me cheira nada bem. Se não existissem diferenças não se tinha feito um referendo.
As pessoas foram chamadas e apenas 1.539.566 é que votaram NÃO, os outros 7.000.000 de pessoas ou votaram SIM e querem a alteração da lei ou não votaram pois isso tanto lhes dá como se lhes deu. Não admito que por um milhão e meios de fanáti-cos não se aprove uma lei que influência toda a população.
Saber respeitar o voto popular, é que o se exige a Cavaco, mais nada (será que vai mesmo ser o presidente de todos os portugueses?). Sobre o aconselhamento obrigatório sou contra, temos que ver se vamos comunicar à mulher as informações e as alternativas a que ela tem direito. Ou vamos transformar os médicos em novos polícias ou juizes movidos por interesses privados. Na pergunta não falava nada disso, logo não vamos inventar coisas novas como os da Não querem fazer passar.
Eu sei que “duas pessoas sérias com a mesma informação chegam necessariamente à mesma conclusão”.
Mas claramente alguém não está a ser sério nesta história.