Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Reactor 4

esquerda snowflake, lobo marxista easylado@sapo.pt

Sócrates

12.04.07 | Bruno C.
José Sócrates é muito bom no 1-contra-1 (neste caso foi contra dois!) mas o ridículo da situação não foi o que Sócrates disse na entrevista. Foi a própria entrevista em si. Passo a explicar.
Estamos a meio do mandato, algumas reformas começam a fazer sentir os seus efeitos e outras estão na calha para avançar (como a da educação), a economia dá mostras de evolução e a contestação social continua latente. Mas de que é que se falou na entrevista? Dos pseudo-problemas da licenciatura do Primeiro-Ministro. Que, tirando o próprio (que pelos visto para ele está tudo muito claro) e os que investigam a situação mais ninguém quer saber. Os problemas do país foram como que abafados por esta questão que tem apenas um intuito abater a credibilidade política de Sócrates.
Ora Sócrates escolheu a altura perfeita para falar, dando uma entrevista. Evitando uma entrevista sobre os problemas do estado conseguiu juntar os dois problemas e colocando assim JA Carvalho numa posição de onde não saiu bem (também era difícil). Assim Sócrates ganhou mais este "round"!
Sobre o caso só tenho a dizer que pode ou não ser verdade! Eu acho que não se pode por em causa assim levianamente o percurso académico todo por umas inconcistências no final desse caminho. Estamos a falar de uma Universidade Privada logo não me parece assim tão descabido que pai e filha assinem a papelada, notas em Agosto? É possível. O mesmo professor dar 4 cadeiras? Não é nada de extraordinário. Isto são tudo situações perfeitamente aceitáveis, estranhas, mas aceitáveis.
Se alguém provar que houve algum tipo de falcatrua então deve agir em conformidade, se não deixem o homem em paz.
Eu estou plenamente convencido que deve ter havido favorecimento, não deve ter sido favorecimento activo mas pelo menos uma facilitação dos procedimentos. Mas também estou convencido que é uma coisa perfeitamente normal.
O que já acho mal é a tentativa de Sócrates de passar uma imagem quase santificada do seu percurso curricular, isso não. Quanto ao resto só mesmo aquelas instituições obscura que dão pelo nome se "Ordens" é que sabem a diferença entre licenciado em Engenharia e Engenheiro.
Para mim, que não mando nada! Será Engenheiro Sócrates!

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.